NOTÍCIAS

7 Atividades com Bambolê para Crianças Pequenas
15/09/2017

7 Atividades com Bambolê para Crianças Pequenas

     7 Atividades com Bambolê para Crianças Pequenas!

      Se você procura diversão e desenvolvimento psicomotor para os seus pequenos, dá uma olahda               nesta matéria do site http://comoeducarseusfilhos.com.br!

      Quem tem crianças de 2 a 6 anos em casa sabe que é preciso usar a criatividade para proporcionar           aos pequenos atividades que despertem o interesse deles e que, ao mesmo tempo, sejam de baixo           custo.

Uma boa opção que preenche esses requisitos é sair um pouco de casa ? ir para o quintal, para uma quadra na vizinhança, para um parque ou para o terreiro da casa da vó ? e praticar atividades ao ar livre.

 Bambolês podem deixar tudo muito mais interessante. Eles podem ser usados tanto fora quanto dentro de casa, são baratos, fáceis de encontrar e, acima de tudo, extremamente versáteis. Embora a maneira mais comum seja rodar o bambolê na cintura, o que somente crianças com 5 anos ou mais são capazes de fazer, há várias outras atividades com bambolês para crianças menores.

Prova disso são estas brincadeiras que selecionamos para você fazer com seu filho ou com um grupo pequeno de crianças (irmãos, primos, amigos da rua, colegas etc.). Todas elas são voltadas para crianças de 2 a 6 anos, mas você terá de adaptar alguns comandos para se adequarem ao nível de desenvolvimento motor de seu filho (crianças de 2 ou 3 anos geralmente não conseguem saltar sobre um pé só, por exemplo). Praticando-as, elas estarão exercitando habilidades essenciais para o seu desenvolvimento, tais como  coordenação motora, equilíbrio e força.

1. Túnel de bambolês.

 Peça para cada criança segurar um bambolê, apoiando-o no chão. Dê uma distância de aproximadamente 30cm entre cada bambolê. O objetivo é criar uma espécie de túnel que elas deverão atravessar engatinhando. Quando a criança terminar de atravessá-lo, deverá se dirigir à outra ponta do túnel para segurar um bambolê.

2. Amarelinha.

Com uma boa quantidade de bambolês à disposição, que tal criar uma amarelinha? Para aquecer, você pode começar posicionando os aros de maneira mais simples, primeiro em linha reta, depois em duas linhas paralelas, para só então posicioná-los na forma tradicional da amarelinha. O objetivo é fazer com que as crianças saltem de diferentes maneiras: com um pé só, com os dois pés, alternando essa seqüência, pulem para frente, para trás e para os lados, desenvolvendo equilíbrio, coordenação motora, força, integração bilateral e seqüenciamento. Uma boa idéia é usar bambolês de cores diferentes para cada tipo de movimento. Por exemplo: no bambolê azul as crianças deverão saltar com os dois pés, no bambolê amarelo as crianças deverão saltar com um pé só

3. Cabe mais um. 

Coloque um bambolê no chão e peça para duas, três ou quatro crianças entrarem dentro dele (se você estiver sozinho com seu filho, vocês podem fazer a brincadeira juntos). Peça então para elas erguerem o bambolê até a cintura. Elas terão de coordenar seus movimentos e ficarão bem apertadinhas lá dentro ?isso será motivo para muitas gargalhadas. Agora, elas terão de atender aos seus comandos, sempre segurando o bambolê. Você deve dar os comandos: ?vão para a  esquerda?, ?vão para a direita?, ?andem para a frente?, ?andem para trás?, ?agora pulem todos ao mesmo tempo, 1, 2 e já!?, ?coloquem o bambolê no chão?, ?ergam o bambolê acima de suas cabeças?. É um ótimo exercício para trabalhar orientação espacial, coordenação motora, assim como o trabalho em equipe ? já que precisarão negociar como seguir os comandos sem deixar o bambolê cair. Se a idade e a agilidade dos pequenos permitirem, diga para contornarem obstáculos como uma mesa ou uma cadeira.

4. Minha mãe mandou. 

Posicione um bambolê no chão. Explique para a criança que você dará os comandos para ela seguir. Diga, por exemplo: ?Minha mãe mandou? saltar com os dois pés dentro do bambolê?;  ?tirar um pé de dentro do bambolê?;  ?colocar as duas mãos dentro do bambolê?,  ?girar o bambolê na cintura?, ?girar o bambolê no braço?.  Enfim, há uma variedade de comandos que se pode dar. Quanto mais crianças participarem, mais divertida a brincadeira!

5. Corrida de bambolê.

Esse é um ótimo exercício para trabalhar a coordenação motora, assim como a coordenação entre os movimentos dos olhos e das mãos. Com uma fita crepe, trace uma linha de partida e uma linha de chegada. Peça à criança para sair da linha de partida rolando um bambolê no chão, empurrando-o com as mãos, sem deixá-lo cair. Se houver mais de uma criança, vocês podem fazer uma corrida e apostar quem chega primeiro ao ponto de chegada rolando seu bambolê.

6. Acerte o alvo. 

Separe um bambolê e uma ou mais bolas. Segure firmemente um bambolê, afastando-o de seu corpo. Diga à criança (ou às crianças) para lançar uma bola dentro do bambolê. Ajuste a distância de lançamento para que não fique nem muito fácil nem impossível para a criança.

7. Adaptando a dança das cadeiras. 

Disponha bambolês um ao lado do outro, formando um círculo. O número de bambolês tem de ser menor do que o número de crianças. Coloque uma música para tocar, ou cante você mesmo uma música. Durante a música, as crianças terão de correr em volta do círculo de bambolês. Quando a música parar, elas terão de ocupar um lugar, sentando-se no chão, dentro de um bambolê. 

Cada bambolê só poderá abrigar uma criança! Aquela que não conseguir um lugar, deverá sair do jogo. Tire então mais um bambolê do círculo e volte com a música. Vence a criança que conseguir assentar-se no último bambolê que restar.

Ainda não tem bambolês em casa? Você encontrará alguns bem baratos em lojas de brinquedos ou de artigos para festas; os mais resistentes podem ser achados em lojas de artigos esportivos.

DESTAQUES